Monday

Petição ao czar

Senhor! Nós, operários de Sampeters­burgo, as nossas mulheres, filhos e anciãos inválidos, viemos aqui ( em frente ao palácio do czar) a fim de pedir justiça e protecção. Esta­mos na miséria, sobrecarregados de trabalho e de impostos excessivos, tratados como escravos (...)
Os patrões consideram ilegal o nosso desejo de diminuir o horário de trabalho para oito horas diárias, de ajustar os salários, de melhorar as condições de trabalho. Segundo os patrões, tudo é ilegal e as nossas petições um crime.
(Petições dirigidas ao czar, 22 de Janeiro de 1905)




No comments: